Após aulas pelo Youtube, anestesista adapta ventilador mecânico para 9 pacientes

- Anúncio -

O que mais se debate em torno do tratamento dos pacientes hospitalizados pelo novo coronavírus, é como lidar com a superlotação nos hospitais em todo o mundo.

A pandemia do Covid-19, infelizmente é uma realidade em mais de 180 países. Atualmente, o assunto mais comentado é o novo coronavírus, que segue fazendo vítimas.

Esse é um vírus com altos índices de letalidade, resistente e se propaga com muita facilidade. Um dos maiores desafios de médicos e cientistas, é saber como combater o Covid-19 de maneira eficaz, para isso, muitos medicamentos estão sendo analisados para tratar dos pacientes infectados, enquanto se espera pela vacina para imunização.

- Anúncio -

O estágio mais grave da doença, que é quando o paciente desenvolve pneumonia, muitos não resistem. O principal equipamento para tratamento das pessoas com o novo coronavírus, quando precisa de internação para tratamento, é o respirador.  A falta desse aparelho pode se tornar impossível salvar a vida do paciente.

O sistema de saúde não estava preparado para atender a essa grande demanda de atendimento, por isso um  médico anestesista, pensou em criar uma solução que fosse capaz de atender mais pacientes de uma só vez.

- Anúncio -

Empresas fabricantes de respiradores e outros componentes para equipamentos hospitalar, se reuniram para aumentar a produção, mesmo assim os hospitais precisam de muito mais.

O doutor Alain Gauthier é doutor em mecânica respiratória, ele atua no Hospital Distrital de Perth e Smiths Falls, em Ontário (Canadá), preocupado com a atual situação, ele conseguiu fazer uma adaptação para que, com apenas um aparelho respirador, até 9 possa recebem atendimento.

O anestesista buscou informações na internet, assistiu vídeos dos médicos americanos,  Greg Neyman e Charlene Babcock, pelo Youtube, foi como aprendeu o método de ampliar a quantidade de pacientes com apenas um respirador, para isso, Alain só precisa fazer a conexão de várias mangueiras, unindo uma a outra.

Fonte: O Segredo


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Qual sua opinião?



Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Médica italiana faz triste desabafo e revela que a parte mais dramática é ver os pacientes morrerem sozinhos: ” Dói mais que a própria morte”

“Coronavírus não é piada”, alerta mãe de bebê que testou positivo