Atriz Tássia Camargo desabafa sobre a morte de sua filha de 2 anos

- Anúncio -

A perda de um filho nunca é esquecida pela mãe, ela apenas entende que precisa seguir com sua vida, mas a lembrança e a saudade não deixam de existir. Para lidar com esse doloroso luto, cada mãe busca, ao seu modo, uma maneira de superar, buscando forças, quer seja mergulhando no trabalho, cuidando dos outros filhos, caso tenha, se dedicando a uma religião ou acompanhamento psicológico.

Um tema tão sensível como a perde de um filho, é preciso ser compartilhada para ajudar também outras mulheres e famílias que passam por esse triste momento.

A filha da atriz Tássia Camargo, que vive em Portugal, disse que a filha que faleceu com 2 anos de idade em 14 de janeiro de 1996., diagnosticada com rubéola congênita tardia. Atualmente a menina estaria com 26 anos. Maria Julia não resistiu a doença e a mãe abriu seu coração na última terça-feira fazendo um desabafo;

- Anúncio -
- Anúncio -

“Dia 14 de janeiro de 1996 às 17h25 minha filha partiu. Hoje, infelizmente, completos 24 anos sem a minha filha, meu anjo dourado, Maria Júlia. Fico a imaginar como ela seria hoje. Maria Júlia tem 26 anos para mim. Ao mesmo tempo quando vejo uma menina com dois anos de idade na rua, idade que ela morreu, fico a admirar, de longe, com os meus pensamentos no passado. Ao pensar nela sinto seu cheiro, mas falta-me muito tocar sua pele. O tempo passa, a dor ameniza, mas mesmo assim é como se tivesse perdido sua presença carnal hoje. Lembro o dia 14 de janeiro de 1996 perfeitamente. Quando ela se foi, quando virou estrelinha, sentia meu ventre grávido. Por quê? Não sei. Sei que tenho muita saudade e determino, todos os dias que, quando eu for, serei recebida por ela e pelo meu pai que morreu em 1994. Hoje, como em 1996, uma a tristeza toma conta de mim. Te amo filha e até”.

A atriz também publicou trecho da música Pedaço de Mim de Chico Buarque, na parte em que diz; “Oh, pedaço de mim. Oh, metade arracada de mim. Leva o vulto teu. Que a saudade é o revés de um parto. A saudade é arrumar o quarto. Do filho que já morreu”.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Qual sua opinião?



Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Estudante leva a foto do tamanho real de sua falecida mãe para a sua formatura

‘Minha mãe pagou meu casamento e depois teve um bebê do meu marido’