BEBÊ MORRE EM LEVE BATIDA DE CARRO PORQUE ESTAVA NO COLO DO PAI

- Anúncio -

Um acidente envolvendo dois carros teve uma vítima fatal, no caso foi um bebê de que não resistiu aos ferimentos.

Quando esse tipo de acidente em eu uma criança é ferida, o debate sobre a segurança das crianças volta a ser questionada. No caso dessa batida que aconteceu em Sidney na Austrália, o bebê Zachariah Wafta não estava na cadeirinha que deve ser fixada no banco traseiro, ele seguia viagem no colo do pai, no bando do motorista.

No momento do impacto, o airbag foi acionado, funcionando como foi programado automaticamente, pressionando, o menino que ficou sem ar, sufocado no colo do pai. O bebê foi socorrido e levado para o hospital Westmead, mas infelizmente faleceu.

- Anúncio -

Um dos bombeiros que esteve atuando no socorro no acidente, o bombeiro Michael Corby, ao ser entrevistado pelo canal Channel 7, disse o que viu; “Os machucados do menino consistiam com os de alguém que sufocou com o airbag”. A polícia também acredita que o bebê estava no colo do pai quando aconteceu a batida, embora o pai não tenha confirmado.

Uma pessoa que testemunhou o acidente, contou que o pai entrou em desespero gritando sem parar, ele temia pela vida do filho; “Ele só gritava pedindo para chamarem a mãe do menino”.

O motorista do outro carro e o pai da criança não sofreram lesões, apenas o menino Zachariah teve traumas e ferimentos que causaram a morte.

Ninguém imagina que ao sair de casa com os filhos possa ser tão perigoso, afinal os pais estarão prontos para impedir que aconteça algum mal, porém, quando a questão é acidente de trânsito, prevenção com toda a certeza é a melhor opção. Se esse pai tivesse atendido a recomendação de colocar o bebê na cadeirinha no banco de trás, o filho não teria sido uma vítima fatal do acidente.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Qual sua opinião?



Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

‘MINHA SOGRA TROCOU NOME DO MEU BEBÊ, EU SÓ SOUBE QUANDO VI A CERTIDÃO’

Conhecidas como “bombas de oxigênio” estas plantas são essenciais em sua casa.