Confeiteira doa bolo para criança e mãe reclama: “dê algo que preste”

A confeiteira Cida Guilherme em um gesto de solidariedade, doou um bolo, 100 salgados e 50 docinhos, para uma mãe que disse que não tinha condições de celebrar o aniversário da filha.

A mulher disse que ela e o marido estavam desempregados, mas que não queria que a deixar o aniversário da menina passar em branco, então a confeiteira resolveu ajudar.

Mas depois de um tempo, a mulher que recebeu a doação, reclamou do tamanho do bolo e desfez do presente que recebeu.

A mulher usou as redes sociais para dizer que o bolo era pequeno e que não serviu todos os seus convidados, e ainda marcou Cida na publicação.

Na publicação, ela escreve para a Cida que “quando for dar algo para alguém, dê algo que preste”.

Mas a atitude de ingratidão, revoltou internautas que criticaram duramente a mulher que acabou excluindo a postagem.

Cida é muito querida pelos moradores do bairro Jardim Conquista, em São Paulo, pelo projeto que toca, o Confeiteiros Mirins, em que ensina 80 crianças a arte da confeitaria, recebeu todo o apoio do mundo.

“Ela estava online e entrou contato comigo pedindo ajuda. Disse que estava desempregada e que o marido também, que a filha iria fazer aniversário, e não tinha nem um bolinho para cantar parabéns”, conta.

“Falei que se dependesse de mim, a filhinha dela não ficaria sem bolo para cantar parabéns, até expliquei que só daria o bolo porque também estava passando por um momento difícil. Ela foi muito amável e agradeceu afirmando que seria só para cantar um parabéns.”

“Ela me expôs, mas recebi o apoio de muitas pessoas, ela até desativou a conta depois disso. Eu ia doar só o bolo, mas acabei entregando um kit de aniversário com salgados”, lembra Cida.

“Nossa, no dia ela me agradeceu por tudo, mas não vi nem uma postagem da festinha, achei estranho, mas deixei para lá”, lembra.

Eis que no começo deste ano ela é surpreendida pela publicação da mulher.

“Quando vi o post, achei que fosse alguma homenagem para a filha com a foto do bolinho. Na hora, eu desabei, só queria chorar e chorar, apenas isso.” 

Mas foi nesse momento também que a Cida viu o quanto ela é querida! Clientes e amigas fizeram questão de defendê-la! style=’box-sizing: border-box;-webkit-tap-highlight-color: transparent; outline: 0px;font-variant-ligatures: normal;font-variant-caps: normal; orphans: 2;text-align:start;widows: 2;-webkit-text-stroke-width: 0px; text-decoration-style: initial;text-decoration-color: initial;word-spacing: 0px’ alt=”❤” draggable=false class=emoji v:shapes=”_x0000_i1026″> Inclusive, no mês passado, a mulher entrou em contato com ela por meio de um parente, pedindo desculpa e novamente um bolo para a filha! 

“Eu falei que eu faria o bolo se ela trouxesse a pequena para comemorar o niver aqui na minha casa, mas ela não aceitou e sumiu.”

Mas a doce confeiteira diz que não pretende parar de doar quando pode:

“Fiz com todo amor e carinho, mas esta não foi e nem será a minha única doação para criança. Muitas pessoas se revoltaram e me aconselharam a não doar mais nada, mas eu não sei dizer um não quando se trata de crianças, eu vivo pra isso e é o que me faz bem.”


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Professora Marta S. Carvalho

Professora Marta de Ciências Sociais na faculdade Paulista em São Paulo e Jornalista de paixão.

Sorocaba anuncia que noiva está grávida; confira

Abusada pelo pai, menina de 13 anos morre após parto