COVID-19: Pessoas em SP recebem alta após tratamento com hidroxicloroquina

- Anúncio -

Dentre os medicamentos que estão sendo pesquisados, e já utilizados no tratamento de pacientes em estado grave do Covid-19, é o hidroxicloroquina.

Em São Paulo, estado que concentra o maior número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, no Hospital Igesp, ao menos 4 pacientes que estavam internados na UTI, Unidade de Tratamento Intensivo, em decorrência de complicações da doença, foram tratados com hidroxicloroquina e conseguiram se recuperar.

As doses do remédio prescrita aos pacientes, foram as mesmas que os protocolos internacionais orientam nos casos graves, lembrando que médicos e cientistas não aconselham o uso do medicamento hidroxicloroquina nos casos leves, em que o paciente pode fazer quarentena domiciliar.

- Anúncio -

O cardiologista e coordenador das UTIs do hospital, Dr Dante Senra, falou sobre os pacientes que receberam doses de hidroxicloroquina; “A impressão é muito favorável, mas como se trata ainda de um número pequeno, não há como estabelecer uma relação de causa e efeito. Até porque não há estudos multicêntricos ainda”.

No Brasil, a farmacêutica multinacional brasileira EMS, de São Paulo, segue acompanhando e realizando os estudos clínicos de hidroxicloroquina para pacientes com Covid-19.

- Anúncio -

O medicamento é conhecido por pacientes que tratam de outras doenças, como lúpus, malária e  artrite reumatoide.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump pediu ao FDA, órgão federal americano, responsável por avaliação e autorização do uso de medicamentos, para que se apressem nos estudos clínicos, a fim de liberar o medicamento no tratamento contra o Covid-19.

Cidadãos em todo o mundo aguardam ansiosamente por um medicamento eficaz contra o novo coronavírus. Muitas pessoas estão morrendo vítimas de um inimigo invisível, por isso a expectativa para a liberação do medicamento hidroxicloroquina é alta, até que a vacina esteja pronta. 

O isolamento social continua sendo um meio de prevenção orientada por todos os órgãos de saúde, nesse momento é a melhor opção, mas para os profissionais que não podem ficar em casa, precisam ter atenção às medidas de prevenção que a OMS informa.

Créditos: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/03/26/quatro-pacientes-de-uti-tiveram-alta-em-sp-com-uso-de-hidroxicloroquina.htm

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Qual sua opinião?



Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Ministro alemão comete suicídio após “crise de coronavírus”

Especialistas alertam que o coronavírus pode sobreviver na sola dos sapatos por até 5 dias