Desgaste emocional e financeiro: divórcio pode custar caro para a família

Quando o casal decide se divorciar, o desgaste emocional é grande, é a constatação de que tentaram se manter casados, mas o amor acabou, ou o que pensou que era amor. Mesmo assim, após tantos planos terem feito tantos planos para a vida em comum, filhos, amigos, família do casal que passam a se tornar praticamente uma.

Pensar em abrir mão de todos os sonhos, do ideal de compartilhar suas vidas até o fim, quando tudo isso é interrompido, mesmo quando a vontade de não mais seguir com a união, gera desgaste emocional e, dependendo das circunstâncias, os conflitos internos podem ser exaustivos.

É importante que o casal aceite a decisão do outro, quando uma das partes não deseja mais ficar casado, mesmo que seja muito dolorido ter de lidar com o pedido de divórcio do companheiro (a).

O desgaste emocional não é o único efeito sentido no divórcio, o investimento financeiro para resolver todas as questões desse processo, pode chegar a milhares de reais.

Primeiro, depende do regime escolhido no registro em que se estabeleceu o casamento, por exemplo, ao dar entrada nos documentos para oficializar o casamento civil no cartório, o casal teve de escolher entre o regime de comunhão total de bens, casamento com separação parcial ou separação de bens. Supondo que tenha sido comunhão de bens, é preciso fazer a partilha, de preferência de maneira amigável, principalmente se tiver filhos, é muito importante considerar como prioridade o bem estar dos filhos.

Atualmente quando o casal quer dar entrada nos papeis do divórcio, podem se dirigir ao cartório para formalizar o pedido, para isso, em média tem que desembolsar cerca de R$ 425,00, mas se precisar de um advogado, o valor dos honorários é muito maior, porém é possível procurar na cidade em que reside, a justiça gratuita, caso seja necessário por se trata de um divórcio litigioso, quando uma das partes, não aceita o divórcio amigável. Não quer se separar.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Marina Souza

Olaa pessoal! Sou a Marina, amo escrever sobre maternidade, família e noticias de ultima hora, com intenção de colaborar com a sociedade e a família. Amo meus filhos e tenho uma gatinha preguiçosa. Ah ja ia me esquecendo, sou blogueira ha 12 anos.

Grávida de oito meses, ela perdeu o marido: “Desejei não ter mais filho”

Em 19 dias, jovem queimada com soda cáustica fez três denúncias contra ex-marido