Eu não acredito que este homem fez isso secretamente com sua esposa.

- Anúncio -

Quando Patty Sanchez entrou em um novo relacionamento, ela se sentia feliz e completa, pois finalmente havia encontrado um bom homem que realmente gostava dela. No entanto, o seu namorado tinha uma tara muito bizarra: gostava de observar a mesma comendo. E o pior de tudo, é que ele queria que Patty comesse alimentos sem parar e que engordasse o máximo que pudesse. Este comportamento estranho trata-se de um tipo de distúrbio onde a pessoa possui uma atração fanática pelo excesso de peso.

No caso de Patty, este tipo de distúrbio por parte de seu namorado ainda não havia sido um problema. Ela ganhou muito peso, e ainda conseguia se movimentar de forma alegre e saudável. Mas os dias piores ainda chegariam.

- Anúncio -

Seu namorado não a deixava em paz e lhe forçava a comer, pois para ele, nada daquilo seria o suficiente. E seguindo este caminho, Patty acabou mergulhando em uma jornada muito tensa com sua saúde física e psicológica, na qual ela se sentia dividida entre o amor que possuía e a preocupação com o seu peso, pois não queria decepcionar seu namorado, mas acabou decepcionando a si mesma.

Com esta relação problemática, Patty comia mais ou menos 13 mil calorias diárias, sendo que o normal é de 2 mil calorias. Quando acordava, seu café era um banquete onde possuía pão com diversos tipos de acompanhamento, salsichas, presuntos, feijões, sucos dos mais diversos sabores e ao menos 4 ovos com manteiga, além de queijo e geleia, e esta era apenas uma refeição.

Sem que pudesse perceber, Patty se tornou dependente da comida e chegou a pesar 330 quilos.

- Anúncio -

Por conta do seu intenso volume corporal, ela já não podia caminhar mais, cada passo que dava era um sufoco, e até mesmo para se sentar a situação não era diferente. Patty estava sendo esmagada por seu próprio peso, e esta situação levou Patty a ter uma depressão e se isolar das pessoas, onde só tinha contato social em eventos familiares especiais.

Mas um dia, Patty se deu conta de que caminhava para morte, e por ter filhos, não queria mesmo morrer! Após encarar a realidade, ela tomou coragem e deu fim naquele relacionamento doentio, e com a ajuda de sua família, ela consegue mudar seus hábitos e começar a perder peso.

- Anúncio -

Após a longa jornada de mudança, Patty perdeu 120 quilos e já consegue andar e hoje aconselha: “Cuidem-se. Os malefícios são muito maiores que os benefícios. Eu era dependente. Eu teria morrido se tivesse continuado a seguir o mesmo caminho.”

A história de Patty é apenas mais uma história que relata relacionamentos doentios, por meio das amarras psicológicas, as pessoas tendem a se prender a situações terríveis e fazem coisas que jamais faria. Para aqueles que passam por problemas semelhantes, busque um apoio dentre os amigos e familiares, além do mais, é importante buscar um psicólogo.

Se esta história te chocou, compartilhe com seus amigos. Não critique alguém por seu peso, esta pessoa pode estar precisando de ajuda e não de críticas negativas.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Qual sua opinião?



Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

A mãe que luta contra memes que usam fotos de seu filho de 3 anos com doença terminal

Essa mulher sente algo cair em sua cabeça. Seu cabeleireiro nunca havia visto algo assim… 15 fotos que vão te deixar boquiaberto!