Jovem que pediu corte de cabelo para ir em entrevista de emprego, é aprovado em processo seletivo

 “Ele entrou aqui e perguntou se eu cortava apenas o pezinho – contorno do cabelo – dele por R$ 1,75, que era o dinheiro que ele tinha”, contou o barbeiro.

O cabelereiro Bruno Pitanga Mora acabou aceitando o valor oferecido e começou a fazer o corte.

O caso  aconteceu em Rolândia norte do Paraná, e Bruno conta que percebeu que o jovem estava arrumado de sapato social e camisa, então perguntou o que ele faria.

O jovem de 16 anos então contou que iria a uma entrevista de emprego, e por isso queria estar bem apresentado com o cabelo bem aparado.

Na hora meu coração apertou, acelerou. Passou um filme em minha cabeça, cada um sabe o que já viveu na vida.” Naquele momento, Bruno sugeriu que o jovem fizesse o corte social, que considerou mais adequado à entrevista de emprego. “Era o mais apropriado, ele ficou encantado com tudo aquilo. No final me agradeceu com um sorriso no rosto.”

No dia chovia e Bruno conta que o jovem saiu de bicicleta, e acabou ficando todo molhado, mas isso não tirou seu estímulo de buscar uma vaga no mercado de trabalho.

“Já passei por muita coisa quando cheguei aqui. Pensei que para ele ter perguntado se eu faria um corte por R$ 1,75 é porque ele estava realmente precisando. Muito gente já me ajudou e tem coisas que o dinheiro não paga”, disse o barbeiro.

Na última sexta-feira (13), o mercado para qual o jovem se candidatou, publicou nas redes sociais que o jovem foi aprovado no processo seletivo. O setor de recursos humanos do estabelecimento escreveu que “teve a felicidade de conduzir a entrevista na qual o jovem participou.”

“De fato, ele chegou muito alinhado (e teve uma importante ajuda), com sorriso espontâneo no rosto, dignidade e muita força de vontade”, afirmou o setor da empresa nas redes sociais. “Ele foi muito bem na entrevista e o resultado não poderia ser diferente.”

Quando soube que foi aprovado no processo, o rapaz fez questão de voltar a barbearia e contar a Bruno e agradecer novamente pela ajuda. “Ele passou aqui e me agradeceu. Ajudar sempre é bom”, disse Bruno. 


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Professora Marta S. Carvalho

Professora Marta de Ciências Sociais na faculdade Paulista em São Paulo e Jornalista de paixão.

Faça um banho para a virada do ano e comece 2020 com as energias renovadas

Acidente com explosão; uma pessoa saiu caminhando em chamas