Líder de igreja onde coronavírus se disseminou na Coreia do Sul pode ser indiciado por assassinato

- Anúncio -

O mundo está passando por um momento em que todos precisam colaborar, para que mais pessoas não morram com o novo coronavírus.

Tudo sobre esse vírus ainda é muito novo, inclusive para os cientistas que estão se dedicando dia e noite para encontrar um meio de combater o novo coronavírus e também criar uma vacina.

Esse problema é muito sério e de âmbito mundial, mas para o líder religioso da igreja Shincheonji da Coreia do Sul, parece que nada disso tem sentido.

- Anúncio -

Segundo o New York Times, Lee Man-hee, líder da seita, em uma das pregações, sugeriu aos seguidores que o COVID-19 poderia ser tratado com orações. Com essa atitude ele pode ter causado a disseminação da doença no país e a morte de muitas pessoas. Coreia do Sul já registrou mais de 4.000 mil casos de pessoas infectadas.

- Anúncio -

Lee Man-hee estava dizendo aos fies um absurdo; “mal que ficou com ciúmes do rápido crescimento da Shincheonji”. Os 230 mil membros da igreja Shincheonji, decidiram seguir o que o líder dizia, não comunicando os casos suspeitos, quando alguém apareciam com os sintomas. Com essa decisão, muitos dos infectados não ficaram em isolamento.

O prefeito de Seoul, Park Won-soon se mostrou indignado e disse que muitas mortes na Coreia do Sul poderiam ter sido evitadas, mas a seita, como muitos preferem se referir ao se referirem a igreja de Lee Man-hee, os membros seguiam os conceitos do líder, pois acreditam ser ele a segunda vinda de Jesus Cristo e que, por isso, só ele consegue interpretar e revelar todos os mistérios que estão escritos no Apocalipse da Bíblia.

Com o surto sendo disseminado no país, Lee Man-hee, se curvou e pediu perdão diante da imprensa.

O líder, da igreja Shincheonji e mais 12 membros estão sendo investigados pela acusaçã criminal de assassinato e violação de lei de controle de doenças.

Fonte: Gizmodo


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Qual sua opinião?



Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Brasileiro “troca” a novela das 21h por séries, comprova estudo da Netflix

A reunião secreta de Silvio e Gugu, interrompida pela morte; conteúdo é revelado e choca